Blog Aeroplanos

22MAI/2017

5 RAZÕES PARA FAZER UM PLANO DE NEGÓCIOS

Muitas pessoas ficam em dúvida se vale ou não a pena envidar esforços para elaborar um  Plano de Negócios antes de colocar o seu empreendimento à prova. Pois bem, acredito que poderiam ser enumeradas diversas razões para justificar esse esforço. Mas, para não ser muito cansativo, aqui vão apenas 5 dos principais motivos:

1. Para mapear o futuro

Um plano de negócios não é apenas necessário para garantir o financiamento na fase de arranque, mas é um auxílio vital para ajudá-lo a gerir o seu negócio de forma mais eficaz. Ao comprometer seus pensamentos para o papel, você pode entender melhor o seu negócio e também traçar cursos específicos de ação que precisam ser tomadas para melhorar o seu negócio. Um plano pode detalhar cenários futuros alternativos e definir objetivos e objetivos específicos, juntamente com os recursos necessários para alcançar esses objetivos. Ao compreender o seu negócio e o mercado um pouco melhor e planejamento de como melhor operar dentro deste ambiente, você estará bem colocado para garantir o seu sucesso a longo prazo.

2. Apoiar o crescimento e garantir o financiamento

A maioria das empresas enfrenta decisões de investimento durante o curso de sua vida. Muitas vezes, essas oportunidades podem não ser financiadas apenas por fluxos de caixa gerado pelo próprio negócio e a empresa deverá buscar financiamento externo. No entanto, todos os potenciais credores exigirão acesso às demonstrações de resultados / demonstrações de lucros e prejuízos recentes da empresa, juntamente com um plano de negócios atualizado. Em essência, o primeiro ajuda os investidores a entender o passado, enquanto o plano de negócios ajuda a dar-lhes uma janela para o futuro. Ao procurar investimento em seu negócio, é importante descrever claramente a oportunidade. Os investidores vão querer saber:

  • Por que seria melhor investir em seu negócio, em vez de deixar dinheiro em aplicação financeira ou investir em outro negócio?
  • Quanto valeria seu negócio se você fosse vender hoje?
  • Por que alguém colocaria dinheiro na compra de seu negócio?

Um plano de negócios bem escrito pode ajudá-lo a transmitir esses pontos para potenciais investidores, ajudando-os a se sentir confiante em você e no rigor com que você considerou cenários futuros. O componente mais importante para eles será evidência clara da capacidade futura da empresa de gerar fluxos de caixa suficientes para cumprir as obrigações da dívida, ao mesmo tempo em que permite que a empresa opere de forma eficaz.

3. Desenvolver e comunicar um curso de ação

Um plano de negócios ajuda uma empresa a avaliar as oportunidades futuras e se comprometer com um determinado curso de ação. Ao passar o plano para papel, a empresa está melhor preparada para se concentrar em suas atividades-chave. O plano pode atribuir marcos a indivíduos específicos e, em última instância, ajudar a gerência a monitorar o progresso. Uma vez escrito, um plano pode ser divulgado rapidamente e também levará mais perguntas e feedback dos leitores ajudando a garantir um plano mais colaborativo é produzido.

4. Para ajudar a gerenciar o fluxo de caixa

A gestão cuidadosa do fluxo de caixa é um requisito fundamental para todas as empresas. A razão é bastante simples – muitas empresas falham, não porque não são rentáveis, mas porque, finalmente, se tornam insolventes(ou seja, são incapazes de pagar suas dívidas à medida que elas vêm). Enquanto o ponto de equilíbrio – onde a receita total é igual aos custos totais – é uma figura altamente importante para as empresas em fase de arranque, uma vez que um negócio está ativo e funcionando lucrativamente, torna-se menos importante. A gestão do fluxo de caixa torna-se então mais vital quando as empresas buscam oportunidades de investimento onde há fluxos de caixa significativos, antes dos fluxos de caixa entrarem. Essas oportunidades precisam ser avaliadas contra quaisquer variações sazonais no negócio e o momento dos fluxos. Portanto, um plano de negócios bem estruturado irá ajudá-lo a gerenciar as necessidades de financiamento com antecedência.

5. Apoiar uma saída estratégica

Finalmente, em algum momento, o proprietário da empresa poderá decidir que é hora de sair. Considerar a estratégia de saída provável com antecedência pode ajudar a informar e dirigir as decisões do dia atual. O objetivo é liquidar o investimento, para que o proprietário / investidores atuais tenham a opção de descontar quando quiserem. Estratégias de saída comuns incluem;

  • Oferta Pública Inicial de ações(IPO’s)
  • Aquisição por concorrentesFusões ou Sucessão familiar
  • Compras de gestão

As decisões de investimento podem ser tomadas no presente com um olho no futuro através de um plano de negócios bem pensado. Por exemplo, se a rota de saída mais atraente parecia estar vendendo a um concorrente, as decisões atuais de gerenciamento e investimento poderiam se concentrar em atividades que aumentariam a atratividade da empresa para esse concorrente. Dado que a valorização das empresas é notoriamente difícil e subjetiva, um plano bem escrito irá destacar claramente a oportunidade para os investidores de entrada, o valor da mesma e aumentar a probabilidade de uma saída bem sucedida pelo proprietário atual.

Assim, pense nisso se estiver em vias de iniciar seu próprio negócio.

Abraço e Sucesso!

Vitor Hugo

Compartilhe:


Contatos

VH Consultores
Rua Padre Carapuceiro 752 sala 1404 - Boa Viagem - Recife - PE

Telefone
(81)3461.4986

E-mail
contato@vhconsultores.com.br