Blog Aeroplanos

09/2017

OS 5 PECADOS DE QUEM ELABORA SEU PLANO

Claro, existem razões bastante óbvias para que os planos de negócios falhem. Por exemplo, projeções de resultado extremamente otimistas ou informações de mercado genéricas podem ser fatais. No entanto, também há razões mais sutis para que os investidores e os bancos percam o interesse. Essas dicas podem ajudá-lo a evitar alguns erros, muitas vezes ignorados pelos empreendedores ao redigir um plano de negócios. Quando os investidores e os bancos vêem centenas de planos de negócios todos os meses, um pequeno erro pode levar a um plano de negócios à rejeição.

Cinco razões pelas quais Planos de Negócio falham:

1. Idéias de negócios ruins
Ninguém gosta de falar sobre isso, mas a principal razão pela qual os planos de negócios falham é uma má idéia. A maioria das ideias parece excelente no papel – mas, muitas vezes, as empresas percebem que investiram em uma má idéia, uma vez que é muito tarde.

Para evitar isso, as empresas inteligentes estão usando “desenvolvimento orientado por usuário”(DOU)para criar novos negócios. Muitas ideias parecem ótimas até descobrir que o mercado realmente não quer seu produto. Para garantir que uma ideia de negócio seja sólida, os empresários devem procurar a validação do produto ao chegarem aos consumidores-alvo antes de afundar enormes quantidades de tempo e dinheiro no projeto.

Na d-school da Universidade de Stanford, os designers usam o DOU para desenvolver produtos centrados no usuário. As empresas que desejam inovar com foco em clientes geralmente realizam pequenos encontros com os potenciais usuários finais, onde descrevem o projeto e depois solicitam aos usuários suas opiniões.

Após a primeira rodada de discussão, a empresa pode voltar ao quadro de desenho para incorporar o feedback útil. A segunda e até terceira rodada podem aumentar a popularidade do produto final. Por exemplo, The Embrace Warmer foi criado pedindo às mães com bebês prematuros o que eles não gostavam nas incubadoras infantis tradicionais em maternidades hospitalares.

As mães responderam que não serem capazes de manter seu bebê foi a pior parte da experiência. Ao se concentrar nas necessidades do usuário final, os desenvolvedores do The Embrace – que também eram estudantes em Stanford – conseguiram criar um plano de negócios altamente estruturado e bem-sucedido. Evite perder tempo em um plano de negócios ruim, avaliando o sentimento do mercado em relação ao seu projeto antes de investir uma quantidade significativa de tempo e esforço.

2. Nenhuma estratégia de saída para demitir co-fundadores incompetentes ou preguiçosos

Qualquer um que tenha iniciado uma empresa sabe que os conflitos da equipe são inevitáveis. Um bom plano de negócios deve ter um procedimento passo a passo para lidar com disputas internas. Em primeiro lugar, cada co-fundador deve ter um conjunto específico de responsabilidades com prazos e conseqüências por não cumprir esses prazos.

Escolher o co-fundador certo é tão importante quanto escolher o cônjuge certo. Durante os primeiros anos, você pode acabar gastando mais tempo com o co-fundador do que qualquer outra pessoa. Primeiro, você precisa saber quais são seus próprios pontos fortes e fracos. Tente encontrar um parceiro que diversifique seu conjunto de habilidades. Além disso, peça referências. Tente descobrir quem eles trabalharam anteriormente, como eles se depararam com seus colegas de trabalho e por que eles partiram.

Outra maneira de ajudar a aliviar esse problema é delineando papéis e delegando tarefas. No entanto, se um membro da equipe simplesmente não tiver o tempo ou a competência para alcançar os objetivos específicos do seu papel, a empresa deve ter um método educado, mas rápido, para acabar com o relacionamento. Mencionar como esses tipos de situações serão tratadas no plano de negócios é importante porque os sentimentos feridos e os ex-proprietários vingativos podem prejudicar a reputação e a lucratividade da empresa.

3. A equipe não está equilibrada

Outro problema que costumo notar em planos de negócios é que a equipe não é equilibrada.

A cultura da empresa é um desafio muitas vezes subestimado. Já avaliei vários planos de negócios que apresentam um argumento convincente para um novo produto; No entanto, a maioria dos planos não conseguiu juntar uma equipe que tenha as competências necessárias para efetivamente executar o plano de negócios.

Por exemplo, recentemente tive acesso a um plano de negócios de tecnologia que estava construindo um aplicativo de saúde para smartphones. No entanto, a equipe não possuiu um único desenvolvedor ou especialista em TI envolvido. Se a ideia do negócio exigir 80 por cento do horário de trabalho a ser executado por um programador de software, a equipe precisa de pelo menos um desenvolvedor a bordo. É importante ter em mente que os capitalistas de risco, às vezes, se recusam a financiar empresas que só têm um fundador ou têm equipes desequilibradas.

4. Falta projeções financeiras detalhadas

Projeções incompletas de balanço, a demonstração do fluxo de caixa e a demonstração do resultado, assustam a maioria dos investidores e analistas. Os “números” são na verdade a parte mais interessante do documento inteiro para a maioria dos investidores. Os cálculos de rentabilidade e rentabilidade(ROI)também fazem parte de um bom plano de negócios.

Não se esqueça de avaliar as despesas futuras. Por exemplo, se a empresa precisar comprar novo equipamento de escritório a cada três anos, o valor descontado dessas despesas deve ser incluído nas projeções financeiras previstas. Claro, os números são apenas estimativas, mas são pontos de referência importantes que podem ser usados para medir o progresso da empresa em direção ao alcance de seus objetivos.

5. Não implementação de melhoria do plano de negócios após receber comentários

Depois de terminar de escrever o seu plano de negócios, é uma boa idéia enviá-lo para pelo menos três pessoas antes de mostrá-lo a potenciais investidores.

Pense nessas três pessoas como seu grupo de conselheiros. Peça-lhes para ler o plano e procurar lacunas lógicas no conteúdo. Se um orientador recomendar uma mudança com a qual você não concorda, não ignore seus conselhos. Em vez disso, peça aos outros assessores suas opiniões e depois tome uma decisão. Edite seu plano de acordo com suas críticas construtivas e agradeça sua ajuda.

Compartilhe:


Contatos

VH Consultores
Rua Padre Carapuceiro 752 sala 1404 - Boa Viagem - Recife - PE

Telefone
(81)3461.4986

E-mail
contato@vhconsultores.com.br